Loading...

quarta-feira, 29 de junho de 2011

A Porta do Lado 
     
Como anda seu nível de exigência em relação à vida?
 Você é daqueles que quer que tudo sempre dê certo, e que não admite falhas, aborrecimentos?
 Em entrevista a determinado meio de comunicação, o médico Dráuzio Varella traz algumas considerações bastante sábias a respeito desse tema.
 Diz ele que às vezes, por aborrecimentos mínimos, somos capazes de passar um dia inteiro de cara amarrada.
 Ele, então, dá um exemplo trivial, que acontece com frequência na vida de muitos de nós:
 É quando um vizinho estaciona o carro muito encostado ao seu numa garagem qualquer.
 Ao invés de simplesmente entrar pela outra porta, sair com o carro e tratar da sua vida, você bufa, pragueja, esperneia e estraga o resto de seu dia.
 Acho que esta história de dois carros alinhados - diz ele -impedindo a abertura da porta do motorista, é um bom exemplo do que torna a vida de algumas pessoas melhor, e de outras, pior.
 Tem gente que tem a vida muito parecida com a de seus amigos, mas não entende por que eles parecem ser tão mais felizes.
 Será que nada dá errado para eles? Dá aos montes, sim. Só que para eles, entrar pela porta do lado, uma vez ou outra, não faz a menor diferença.
 Continua o médico a dizer:
 O que não falta neste mundo é gente que se acha o último biscoito do pacote. Que audácia contrariá-los!
 São aqueles que nunca ouviram falar de saídas de emergência: fincam o pé, compram briga e não deixam barato.
 Criam verdadeiros complexos de perseguição.
 Eu entro muito pela outra porta, e às vezes saio por ela também.
 É incômodo, tem um freio de mão no meio do caminho, mas é um problema solúvel. E como esse, a maioria de nossos problemões podem ser resolvidos assim, rapidinho.
 Basta um telefonema, um e-mail, um pedido de desculpas, um "relevar".
 Eu ando "deixando de graça"... Para ser sincero, vinte e quatro horas têm sido pouco pra tudo o que eu tenho que fazer, então, não vou perder ainda mais tempo ficando mal-humorado.
 Se procurar, vou procurar dezenas de situações irritantes e gente idem; pilhas de pessoas que vão atrasar meu dia, então, uso a "porta do lado" e vou tratar do que é importante de fato.
 Termina, Dráuzio Varella, dizendo:
 Eis a chave do mistério, a fórmula da felicidade, o elixir do bom humor, a razão por que parece que tão pouca coisa na vida dos outros dá errado.
   * * *
 A indulgência faz-se urgente na alma humana.
 A indulgência atrai, acalma, ergue, ao passo que o rigor desanima, afasta e irrita.
 Na indulgência estão as cores da caridade, que procura ver no outro o que tem de bom, e não permite que suas sombras, que suas imperfeições, falem mais alto que sua luminosidade crescente.
 Sede indulgentes com as faltas alheias, quaisquer que sejam; não julgueis com severidade senão as próprias ações. (Momento de Reflexão)

"Então... o que você espera hoje, das atitudes tomadas por você?  Como anda seu nível de exigência em relação ao presente que a ti foi dado?"
Pense nisso...!

VOCÊ CONHECE O RITUAL DE INCIAÇÃO DA JUVENTUDE DOS íNDIOS CHEROKEES  ?

O pai leva o filho para a floresta durante o final da tarde, venda-lhe os olhos e deixa-o sozinho. O filho se senta sozinho no topo de uma montanha durante toda a noite e não pode remover a venda até os raios do sol brilharem no dia seguinte.
Ele não pode gritar por socorro para ninguém.  Se ele passar a noite toda lá, será considerado um homem. Ele não pode contar a experiência aos outros meninos porque cada um deve tornar-se homem do seu próprio modo, enfrentando o medo do desconhecido. O menino está naturalmente amedrontado.
Ele pode ouvir toda espécie de barulho.
Os animais selvagens podem, naturalmente, estar ao redor dele.Talvez alguns humanos possam feri-lo.Os insetos e cobras podem vir picá-lo. Ele pode estar com frio, fome e sede. O vento sopra a grama e a terra sacode os tocos, mas ele não remove a venda.
Segundo os Cherokees, este é o único modo dele se tornar um homem. Finalmente..... Após a noite horrível, o Sol aparece e a venda é removida. Ele então descobre seu pai sentado na montanha perto dele. Ele estava a noite inteira protegendo seu filho do perigo. Nós também nunca estamos sozinhos! Mesmo quando não percebemos, Deus está olhando para nós, 'sentado ao nosso lado'. Quando os problemas vêm, tudo que temos a fazer é confiar que ELE está nos protegendo.
 "Apenas porque não vemos Deus, não significa que Ele não esteja conosco. Nós precisamos caminhar pela nossa fé, não com a nossa visão material. Se você gostou desta história, repasse-a. Evite tirar a sua venda antes do amanhecer... "
Boa Reflexão... Espero que gostem!! Abraço grande..

sexta-feira, 24 de junho de 2011

O Deus da Aliança
O pastor de uma igreja decidiu observar as pessoas que entravam para orar.
A porta se abriu e um homem de camisa esfarrapada adentrou pelo corredor central. O homem se ajoelhou, inclinou a cabeça, levantou-se e foi embora. Nos dias seguintes, sempre ao meio-dia, a mesma cena se repetia. Cada vez que se ajoelhava por alguns instantes, deixava de lado uma marmita.
A curiosidade do pastor crescia e também o receio de que fosse um assaltante, então decidiu aproximar-se e perguntar o que fazia ali. O velho homem disse que trabalhava numa fábrica, num outro bairro da cidade e que se chamava Jim.
Disse que o almoço havia sido há meia hora atrás e que reservava o tempo restante para orar, que ficava apenas alguns momentos porque a fábrica era longe dali.
E disse a oração que fazia:  
'Vim aqui novamente, Senhor, só pra lhe dizer quão feliz eu tenho sido desde que nos tornamos amigos e que o Senhor me livrou dos meus pecados. Não sei bem como devo orar, mas eu penso em você todos os dias. Assim, Jesus, hoje estou aqui, só observando.'
  O pastor, um tanto aturdido, disse que ele seria sempre bem-vindo e que viesse à igreja sempre que desejasse. 'É hora de ir' - disse Jim sorrindo. Agradeceu e dirigiu-se apressadamente para a porta. O pastor ajoelhou-se diante do altar, de um modo como nunca havia feito antes. Teve então, um lindo encontro com Jesus.
Enquanto lágrimas escorriam por seu rosto, ele repetiu a oração do velho homem...

'Vim aqui novamente, Senhor, só pra lhe dizer quão feliz eu tenho sido desde que nos tornamos amigos e que o Senhor me livrou dos meus pecados. Não  sei bem como devo orar mas penso em você todos os dias.  Assim, Jesus, hoje estou aqui, só observando.'
Certo dia, o pastor notou que Jim não havia aparecido. Percebendo que sua ausência se estendeu pelos dias seguintes, começou a ficar preocupado. Foi à fábrica perguntar por ele e descobriu que estava enfermo. Durante a semana em que Jim esteve no hospital, a rotina da enfermaria mudou. Sua alegria era contagiante.
A chefe das enfermeiras, contudo, não pôde entender porque um homem tão simpático como Jim não recebia flores, telefonemas, cartões de amigos, parentes... Nada!
Ao encontrá-lo, o pastor colocou-se ao lado de sua cama. Foi quando Jim ouviu o comentário da enfermeira:
- Nenhum amigo veio pra mostrar que se importa com ele. Ele não deve ter ninguém com quem contar!! Parecendo surpreso, o velho virou-se para o pastor e disse com um largo sorriso:
- A enfermeira está enganada, ela não sabe, mas desde que estou aqui, sempre ao meio-dia ELE VEM! Um querido amigo meu, que se senta bem junto a mim, Ele segura minha mão, inclina-se em minha direção e diz: 'Eu vim só pra lhe dizer quão feliz eu sou desde que nos tornamos amigos. Gosto de ouvir sua oração e penso em você todos os dias.
Agora sou eu quem o está observando... E cuidando!'.

Jesus disse: 'Se vós tendes vergonha de mim, também me envergonharei de vós diante do meu Pai.'
Jesus é sempre o melhor amigo.
 
"Deus está sempre ao teu lado e do teu lado... por mais que seja a turbulência de tua vida..
Quando .. por algumas vezes não sentires os passos do Pai ao teu lado... ele ainda se faz presente... é Ele quem vela teu sono e por tantas outras te carrega nos braços."

quinta-feira, 23 de junho de 2011


Você é aquilo que pensa...

Sempre num lugar por onde passavam muitas pessoas, um mendigo sentava-se na calçada e ao lado colocava uma placa com os dizeres:
" Vejam como sou feliz! Sou um homem próspero, sei que sou bonito, sou muito importante, tenho uma bela residência, vivo confortavelmente, sou um sucesso, sou saudável e bem humorado "
Alguns passantes o olhavam intrigados, outros o achavam doido e outros até davam-lhe dinheiro. Todos os dias, antes de dormir, ele contava o dinheiro e notava que a cada dia a quantia era maior.
Numa bela manhã, um importante e arrojado executivo, que já o observava há algum tempo, aproximou-se e lhe disse:
" Você é muito criativo! Não gostaria de colaborar numa campanha da empresa? "
" Vamos lá. Só tenho a ganhar! ", respondeu o mendigo.
Após um caprichado banho e com roupas novas, foi levado para a empresa.
Daí para frente sua vida foi uma sequência de sucessos e a certo tempo ele tornou-se um dos sócios majoritários.
Numa entrevista coletiva à imprensa, ele esclareceu de como conseguira sair da mendicância para tão alta posição.
Contou ele: - Bem, houve época em que eu costumava me sentar nas calçadas com uma placa ao lado, que dizia:
" Sou um nada neste mundo! Ninguém me ajuda! Não tenho onde morar! Sou um homem fracassado e maltratado pela vida! Não consigo um mísero emprego que me renda alguns trocados ! Mal consigo sobreviver! "
As coisas iam de mal a pior quando, certa noite, achei um livro e nele atentei para um trecho que dizia:
" Tudo que você fala a seu respeito vai se reforçando. Por pior que esteja a sua vida, diga que tudo vai bem. Por mais que você não goste de sua aparência, afirme-se bonito. Por mais pobre que seja você , diga a si mesmo e aos outros que você é próspero. "
Aquilo me tocou profundamente e, como nada tinha a perder, decidi trocar os dizeres da placa para:

" Vejam como sou feliz! Sou um homem próspero, sei que sou bonito, sou muito importante, tenho uma bela residência, vivo confortavelmente, sou um sucesso, sou saudável e bem humorado."
E a partir desse dia tudo começou a mudar, a vida me trouxe a pessoa certa para tudo que eu precisava, até que cheguei onde estou hoje. Tive apenas que entender o Poder das Palavras. O Universo sempre apoiará tudo o que dissermos, escrevermos ou pensarmos a nosso respeito e isso acabará se manifestando em nossa vida como realidade. Enquanto afirmarmos que tudo vai mal, que nossa aparência é horrível, que nossos bens materias são ínfimos, a tendência é que as coisas fiquem piores ainda, pois o Universo as reforçará. Ele materializa em nossa vida todas as nossas crenças.
Uma repórter, ironicamente, questionou: - O senhor está querendo dizer que algumas palavras escritas numa simples placa modificaram a sua vida?
Respondeu o homem, cheio de bom humor: " Claro que não, minha ingênua amiga! Primeiro eu tive que acreditar nelas! "

"Se você não acredita que pode mudar qualquer situação pra melhor... como pode fazer com que as pessoas acreditem! Você é aquilo que pensa... O Filho de Deus já é vencedor por natureza, basta tomar consciência disso e abrir os olhos da mente, visualizando tudo o que o Pai o reservou."
Boa reflexão... Espero que gostem do texto..

segunda-feira, 30 de maio de 2011

“...Tenho jasmim tenho hortelã
Eu tenho um anjo, eu tenho uma irmã
Com a saudade teci uma prece
E preparei erva-cidreira no café da manhã
Ninguém vai me dizer o que sentir
E eu vou cantar uma canção p'rá mim...”

(Renato Russo)
   Enquanto escuto essa maravilhosa canção... viajo por lembranças maravilhosas... passa um trailer diante dos meus olhos.. olhos da mente... a saudade se espalha e me remete a um tempo que não volta mais... tempo de criança... cuidados.. brincadeiras... tempo ao lado de minha mãe, a mulher mais importante de minha vida..
   Você me ensinou e me fez o que sou.. fico envaidecida por ser sua filha, pelos valores que me ensinou... cada dia aprendo mais e mais... Respeito e Dignidade foram alicerçados em mim por Você. Hoje você ocupa lugar na plateia das estrelas e está sempre olhando e velando por mim... Obrigada minha mãe... Muito Obrigada..

domingo, 15 de maio de 2011


 Quem dobrou teu pára-quedas?

    Charles Plumb era piloto de um bombardeiro na guerra do Vietnã. Depois de muitas missões de combate, seu avião foi derrubado por um míssil. Plumb saltou de pára-quedas, foi capturado e passou seis anos numa prisão norte - vietnamita. Ao retornar aos Estados Unidos, passou a dar palestras relatando sua odisséia e o que aprendera na prisão.
     Certo dia, num restaurante, foi saudado por um homem:
- "Olá, você é Charles Plumb, era piloto no Vietnã e foi derrubado, não é mesmo?"
- "Sim, como sabe?", perguntou Plumb.
- "Era eu quem dobrava o seu pára-quedas. Parece que funcionou bem, não é verdade?"
Plumb quase se afogou de surpresa e com muita gratidão respondeu: - "Claro que funcionou, caso contrário eu não estaria aqui hoje."
     Ao ficar sozinho naquela noite, Plumb não conseguia dormir, pensando e perguntando-se: - "Quantas vezes vi esse homem no porta-aviões e nunca lhe disse Bom Dia? Eu era um piloto arrogante e ele um simples marinheiro."
Pensou também nas horas que o marinheiro passou humildemente no barco enrolando os fios de seda de vários pára-quedas, tendo em suas mãos a vida de alguém que não conhecia.
     Agora, Plumb inicia suas palestras perguntando à sua platéia: - "Quem dobrou teu pára-quedas hoje?".
Todos temos alguém cujo trabalho é importante para que possamos seguir adiante. Precisamos de muitos pára-quedas durante o dia: um físico, um emocional, um mental e até um espiritual. Às vezes, nos desafios que a vida nos apresenta diariamente, perdemos de vista o que é verdadeiramente importante e as pessoas que nos salvam no momento oportuno sem que lhes tenhamos pedido. Deixamos de saudar, de agradecer, de felicitar alguém, ou ainda simplesmente de dizer algo amável. Hoje, esta semana, este ano, cada dia, procura dar-te conta de quem prepara teu pára-quedas, e agradece-lhe.    Ainda que não tenhas nada de importante a dizer, envia esta mensagem a quem fez isto alguma vez. E manda-a também aos que não o fizeram.
     As pessoas ao teu redor notarão esse gesto, e te retribuirão preparando teu pára-quedas com esse mesmo afeto. Todos precisamos uns dos outros, por isso, mostra-lhes tua gratidão. Às vezes as coisas mais importantes da vida dependem apenas de ações simples. Só um telefonema, um sorriso, um agradecimento, um Gosto de Você, um Parabéns...
Então lhe pergunto: “- Quem dobrou teu pára-quedas hoje?”
Pense nisso! Bjs a todos!

Súplica Cearense / Luíz Gonzaga
Composição : Gordurinha e Nelinho
Oh! Deus, perdoe este pobre coitado
Que de joelhos rezou um bocado
Pedindo pra chuva cair sem parar
Oh! Deus, será que o senhor se zangou
E só por isso o Sol arretirou
Fazendo cair toda a chuva que há
Senhor, eu pedi para o Sol se esconder um tiquinho
Pedir pra chover, mas chover de mansinho
Pra ver se nascia uma planta no chão
Oh! Deus, se eu não rezei direito o Senhor me perdoe,
Eu acho que a culpa foi
Desse pobre que nem sabe fazer oração
Meu Deus, perdoe eu encher os meus olhos de água
E ter-lhe pedido cheinho de mágoa
Pro Sol inclemente se arretirar
Desculpe eu pedir a toda hora pra chegar o inverno
Desculpe eu pedir para acabar com o inferno
Que sempre queimou o meu Ceará
“Às vezes queremos enxergar só o que está acontecendo com nós mesmos e fazemos disso algo grandioso.. Isso significa está olhando essa ou aquela situação de maneira singular e única, daí esquecemos de agradecer e orar não só por nós mas... também pela humanidade.
Nosso Deus é Único, Grandioso... Onipotente e Onipresente... Está sempre olhando, protegendo e abençoando todos os seus Filhos, sem exceção à cor, crença, posição financeira,  religião ou religiosidade. Ele nos ama e nos escuta sempre! Basta que aprendemos a escutá-lo também e senti-lo pois, quando fraquejamos, o Pai está sempre aposto pra nos colocar em seus braços”
Tenha uma boa reflexão.
Abraço grande e que Deus continue sendo nossa Bússola! Sempre!

sábado, 14 de maio de 2011


Alemanha,
 início do século XX
Durante uma conferência para universitários, um professor da Universidade de Berlim...
Lançou um desafio aos alunos com a seguinte pergunta:
“- Criou Deus tudo o que existe?”
Um aluno respondeu, convictamente: “- Sim, Ele criou!”
“- Deus criou realmente tudo o que existe?”
Perguntou novamente o professor.
"- Sim senhor!" respondeu o jovem.
O professor contrapôs: “- Se Deus criou realmente tudo o que existe, então Deus criou o mal! Já que o mal existe! E se concordarmos que as nossas obras são reflexos de nós próprios, então, Deus é mau!
O jovem calou-se perante o argumento do mestre, que, feliz, regozijava-se por ter provado, uma vez mais, que a fé era um mito.
Outro estudante levanta a mão e diz:
“- Posso fazer uma pergunta professor?”
“- Claro que sim!”. Responde ele.
O jovem faz uma curta pausa e pergunta: “- Professor, o frio existe?”
“- Mas que raio de pergunta é essa?... Lógico que existe! ou nunca sentiste frio?”.
Responde o aluno: “- Na realidade, senhor, o frio não existe. Segundo as leis da Física, o que consideramos frio, na verdade é ausência de calor. Todos os corpos ou objetos são passíveis de estudo quando possuem ou transmitem energia; o calor é o que faz que os corpos tenham ou transmitam energia. O zero absoluto é a ausência total de calor; todos os corpos ficam inertes, incapazes de reagirem, mas o frio não existe. Nós criamos essa definição para descrever de que maneira nos sentimos quando não sentimos calor”
“- E a escuridão, existe?” Continuou o estudante. O professor respondeu: “- Existe”
O estudante respondeu: “- A escuridão tão pouco existe. A escuridão na realidade, é a ausência de luz! A luz podemo-la estudar, a escuridão, não! Através do prisma de Nichols, pode-se decompor-se a luz branca nas suas várias cores, com os seus diferentes comprimentos de onda.”
“- A escuridão não! Como se pode saber quanto escuro está um determinado espaço? Com base na quantidade de luz presente nesse espaço!”
“- A escuridão é uma definição utilizada pelo homem para descrever o que ocorre na ausência de luz”.
Finalmente o jovem perguntou ao professor: “- Professor, o mal existe?”.
Este respondeu: “- Como afirmei no início, vemos crimes e violência em todo o mundo. Isto é o mal”
O aluno respondeu: “- O mal não existe senhor, ou pelo menos, não existe por si mesmo. O mal é simplesmente a ausência do bem... Em conformidade com os casos anteriores, o mal é uma definição que o homem criou para descrever a ausência de Deus”
“- Deus não criou o mal... O mal é o resultado da ausência de Deus no coração dos seres humanos. Tal e qual como acontecem com o frio quando não há calor ou com a escuridão quando não há luz!”
O jovem foi aplaudido de pé e o mestre, abanando a cabeça, permaneceu em silêncio...
O reitor da Universidade, dirigiu-se ao jovem estudante e perguntou-lhe: “- Como te chamas?”
O jovem respondeu: “- Chamo-me Albert Einstein"

Façamos de Deus a bússola de nossas vidas!
Obrigado Pai por tudo!! Minhas obras não sou Eu quem as realizo... mas a Força de Ti que permeia os Céus e a Terra!..
Carpe Diem.... Colha o dia..!